Dominatrix; a noite que a Voluptas deixou-se dominar!

 

 

Estou anestesiada até agora! Que festa "do caralho"! Não tem outra definição para essa noite!

 

A festa começou para mim um pouco antes, quando escrevi o "Prefácio da Dominatrix", querendo chamar a atenção dos membros da Voluptas para a realidade dos meus sentimentos. E não é que fui surpreendida? Praticamente todos lá na festa leram e entenderam o significado de sociedade em estado gregário. E o que todos mais fizeram nessa noite foi contribuir com o bem estar coletivo. A Voluptas caminha para a perfeição de sociedade liberal! Estamos nos tornando uma linda família cheia de diversidade, bom senso e libido. Os membros novos que estão chegando já vem com o intuito de aprender, observar e agregar. Mais perfeito que isso impossível!

 

A noite começou leve, com muita conversa gostosa e risadas. Todos em volta da piscina formando grupos de conversas, onde casais e singles mais antigos na Voluptas davam atenção aos que estavam indo pela primeira vez em nossa festa. Todos dedicados a apresentar nosso conceito e a apresentar-se também! Só não conversou quem realmente não quis. O serviço de jantar foi excelente! Como disse a Sra. Rocks, eu também nunca tinha comido tanto em uma das festas da Voluptas. Precisei mudar a equipe de trabalho e deu super certo. Uma enorme diversidade de canapés, saladas, jantar, frutas e trufas.

 

Todos chegaram em um ótimo horário. Até as 23h30, 90% dos membros da lista estavam na festa. A playlist foi bem variada intercalando pop, dance e funk. Eu estava sentada próxima a lareira dando uma descansada nos pés, quando de repente começa a tocar: "- essas malandras... assanhadinhas, que só quer vrau, só quer vrau" Na hora eu pensei que todo mundo ia odiar. Quando olho para a entrada da sala, vem chegando um trenzinho de membros vindos do quintal em fila e tomaram a sala toda girando, cantado, pulando e rindo ao ritmo do funk. Juro que não esperava por isso! kkkk

Vocês são realmente uns bagunceiros!