Nos encontros da Mafia italiana, só que entre um tango e outro.


Uma noite de sexo à italiana; Não resumiria diferente!

Pois foi elegante, cheia de gestos, música, perfume, boa comida e muita intensidade, típica de uma reunião de italianos.

Não senhores, não é a música tema do Poderoso Chefão que vai tocar nesse momento, nem tampouco alguma música italiana: com vocês, Por una Cabeza, de Carlos Gardel, afinal é por una cabeza que ardemos em desejo ou desilusão.

Faltavam 10 minutos para às 21:00 e tudo estava pronto aguardando a chegada de nossos lindíssimos Voluptianos. Quanta elegância vinda de vários lugares do Brasil e até de outro país! Como fiquei feliz com a presença de vocês! Foi uma surpresa maravilhosa.

A iluminação estava linda, pensada em detalhes para refletir a beleza dos detalhes de todos os casais e singles que entraram por aquelas portas, na noite do dia 24 de novembro de 2018, que com certeza ficará para sempre marcado em minhas lembranças e na de todos que nos prestigiaram com tanta beleza e requinte. Dessa vez nos superamos na iluminação, não é?

Um casal vindo de Brasilia foi o primeiro a chegar. Ele muito elegante, bem vestido e ela linda, com um cabelo preto chanel. Sensualíssima!

À todos que como eles vieram de longe, meu muitíssimo obrigado!

Um a um chegavam... Com vestidos longos brilhantes, curtos pretos sensuais, belíssimas flappers, Black Tie, suspensórios e chapéus. Todos harmonizavam com as piteiras de 1920, os charutos, e a música que tocava ao fundo.

Uma das nossas musas de sábado usava um longo brilhante rosé com uma fenda que ia até o fim das costas. Sem dúvidas ela foi uma das maiores decepções que nossos singles masculinos já tiveram, quando viram que em seu pulso estava a pulseira rosa que ilustrava a preferência do casal por ménage à trois feminino. Que show de sensualidade...

No decorrer da noite, aquela loura de vestido longo deitada no colo de seu esposo como se dançasse tango, deitava seus cabelos para trás no sofá do lounge enquanto ele beijava seus seios, deixando todos em estado de transe. Eu fiquei estática por alguns minutos vendo essa cena, enquanto tocava de fundo Por una Cabeza, explicando porque eu iniciei esse relato com essa música que marcou o mundo!

Passado algum tempo, o casal de Brasilia estava no jardim de inverno saboreando um vinho e tornando o ambiente excitante ao se tocarem com tamanho carinho e desejo. Apesar de estar falando com várias pessoas ao mesmo tempo eu observo todos os detalhes. Aliás, eu sou voyeur por natureza! Esse é um dos meus maiores fetiches. Tanto eu quanto o Edgar, adoramos ver a interação acontecer de forma natural e gradual.

Antes da noite começar tivemos um susto: o temporal fez com que ficássemos sem energia no bairro inteiro, o que teria acabado com a linda iluminação que preparamos. Contudo, tenho certeza que as luzes de emergência não deixariam a noite deixar de ser tão boa quanto foi. Felizmente voltou nos exatos 10 minutos antes das 21:00, quando eu disse no início que tudo estava pronto. E não é que fomos presenteados com uma lua romântica no céu e uma noite de calor pós temporal? Fomos agraciados!

Saladas, canapés com pimenta polonesa, receita da minha família de Varsóvia, patê de tomate seco, caviar e uma série de guloseimas deliciosas. Para o jantar tivemos conchiglione recheado com almôndegas com um molho ragu, receita que minha avó italiana fazia para os Matarazzo na fazenda, em 1950. Um gnocchi recheado de creme na cama de molho, fagotinni quatro queijos e algumas sobremesas e frutas. Foi difícil parar de comer. Qual é o meu lema? Pode ser que não tenha sexo. Comida com certeza terá! (risos)

01:00 da manhã sorteamos a jóia da Vivara, para uma lindíssima Voluptiana vestida à moda Melindrosa e récem chegada a sociedade com seu esposo. Que delícia de casal simpático! Espero vê-los novamente.

Nosso dançarino pegou uma das Voluptianas no colo. Uma não, duas! Realmente foi de tirar o fôlego ao ver como ele fez quatro esposas e uma single, sem roupa alguma, se beijarem no lounge perto da lareira. Sim, foi muito picante!

Outra cena marcante foi uma linda ruiva que junto de seu esposo e um bombeiro delicioso, faziam sexo na varanda à luz do luar.

Sempre terá um casal ou outro que não se entende ainda totalmente, e é por isso que eu dou palestras, para evitar justamente isso. Confesso que fico triste de ver vezes ou outra, leves rusgas nas festas, mas até isso faz parte. Infelizmente alguns homens não podem suportar a erupção de uma mulher! Um vulcão não pode ser detido por uma barragem! #ficaadica senhores!

Madrugada a dentro, todos os quartos tomaram forma. No quarto do exibicionismo casais puderam transar sendo observados, no quarto de casais aconteciam as trocas com singles apenas observando e na área livre uma musa do sexo fazia um gang delicioso com alguns singles que já passaram pela minha cama. Casada com mais que um amigo -um parceiro, ele me disse uma coisa que mexeu muito comigo e me fez chorar, mas que eu conto depois de mostrar a delícia de gang bang que eles fizeram:

Gemidos, perfume e sons de realizações. Parei na porta para observar e confesso que contraí algumas vezes de tesão. Mulheres me entenderão... Sabe quando apertamos as coxas bem apertadas? Eu realmente estava quente e eufórica essa noite. Nesse mesmo quarto ,dois casais, que já são amigos de longa data realizavam uma troca com ménage masculino com dois singles que também estavam lá. O mais incrível disso, é que um desses casais estavam em minha palestra, e hoje estão se permitindo viver incríveis experiências. Orgulho de vocês!

Outro casal, muito amigo veio nos prestigiar. Eles são presentes que ganhamos na vida. Eu amo vocês, vocês sabem! Espero te-los sempre conosco.

Lembram que eu disse que ia contar o que aquele amigo disse? Pois é... ele realmente me fez chorar quando disse que se fosse resumir o melhor de 2018 para eles até agora em uma única palavra, eles diriam Voluptas e que eles jamais esqueceriam esse ano e essa festa.

Eu realmente estava meio emotiva no sábado. Preparamos tudo com muito carinho e é por isso que eu vou pedir para trocarem a trilha sonora.

Foi essa música que eu dancei com o Ed na sala da casa da festa na sexta feira, só de calcinha e camisa de manga comprida preta. Durante a dança, como um casal de namorados, eu beijava ele enquanto ia "de lá, pra cá" ao som de Listen to the music.

Eu fiz uma pergunta ao Ed com lágrimas nos olhos, enquanto dançava e olhava tudo decorado para vocês: -Amor, será que eles irão lembrar desses encontros quando tiverem uns 80 anos? -Tomara que sim, respondeu ele.

Então foi por isso que eu chorei. A letra dessa música reflete tudo o que estamos vivendo como casal, e eu particularmente como mulher:

"Você não sente isso crescendo, dia a dia? Pessoas se preparando para as novidades, alguns estão felizes, alguns estão tristes. Oh, nós temos que deixar a música tocar. O que as pessoas precisam é uma maneira de fazê-las sorrir. Não é tão difícil se você souber como. É preciso receber a mensagem Passá-la adiante!

Oh, agora mamãe, vai recebê-la depois de um tempo Oh, oh, ouça a música Oh, oh, ouça a música Oh, oh, ouça a música O tempo todo

Bem, eu sei, você sabe melhor ainda, Tudo o que eu digo, encontre-me no meu campo por um dia Nós estaremos felizes E nós dançaremos!

Oh, nós iremos dançar nosso blues. Se eu estou me sentindo bem pra você, e você está se sentindo bem pra mim, não há nada que não possamos fazer ou dizer!

Sentindo-nos bem, sentindo-se legal Oh, baby, deixe a música tocar Oh, oh, ouça a música Oh, oh, ouça a música Oh, oh, ouça a música O tempo todo

Como um rio preguiçoso fluindo, rodeando castelos no céu,

e a multidão está crescendo. Ouvindo os sons felizes,

e eu tenho que deixá-los voar! Oh, oh, ouça a música..."

Noite findada, sol chegando e os que ficaram cantavam...

Casa vazia, portas fechadas e missão cumprida!

Como tradição do meu alter ego, é lógico que a Dama de Espadas aproveitaria um single fixo que nos fazia companhia, afinal, não é todo dia que temos dois capos na nossa cama certo?

Terminamos o final de semana em dose dupla. Dupla penetração e Duplo Quarteirão com queijo! (risos)

Se as pessoas vão lembrar disso? Espero que sim, afinal, o que é nossa verdadeira herança e legado, senão os corações que pudemos encher de alegria?

Beijos apertados e até a próxima!

Agradecimento à equipe do Sexlog que mandou lindos presentes para nossos Voluptianos!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • Twitter Basic Square

contato@voluptasclub.com | +55 11 93714-3237

Voluptas Society  | São Paulo © Todos os Direitos Reservados