• Camila Voluptas | Dama de Espadas

Julgamentos



Nem todos sabem que eu fui casada com um homem abusador antes do Ed. Sofri violência doméstica na minha lua de mel e nos quase três anos seguintes.


O gaslighting era diário junto com humilhações, algumas públicas, inclusive!


A violência vinha de todos os lados: Ao sentir ciúmes, ao eu me vestir bem ou ao me vestir pouco. Era quando discordava de algo ou quando cortava meu cabelo. A discussão acontecia, eu não me calava e ele me agredia.

Denunciar? Imagina... Eu apenas pedia perdão. Porque? Medo, carência, baixa auto estima, vergonha, depressão e religião!

Anos e viagens acompanhados de discussões com chutes, socos, enforcamento; todos em silêncio. Nem mesmo quando ele me batia em público alguém parecia se importar, inclusive a família dele.


O Ed apareceu na minha vida pra me salvar! E mesmo meu ex marido confessando perante 14 anciões do ministério da minha igreja, onde eu, em um tribunal da inquisição tinha que me explicar porque era adúltera ao deixar ele por Edgar, tive minha liberdade religiosa tirada de mim pelo simples fato de querer me divorciar. Ele continuou com sua liberdade, pois eu dei as costas pra igreja naquele dia e ele não. Sim, ele voltou cometer erros, só que piores; dessa vez a igreja não conseguiu passar "um pano"! Preferi seguir a Deus e fazer meu coração morada Dele! Fiat Lux!


Quando me libertei desse casamento e fiquei com o homem mais incrível do universo, dei a vida a Camila! Parece que todo o caminho foi fácil, contudo precisei lidar mesmo sendo vítima de abuso, com julgamentos antes, durante e depois do meu divórcio. Antes eu era fraca, durante eu era adúltera e depois me tornei uma vagabunda! Nesse momento eu dei as costas para a sociedade (religiosa principalmente) e resolvi escrever minha própria história.


Por trás de cada história, pode ter uma vítima que passa coisas inimagináveis, portanto, não as julgue!

Abrace, acolha e apoie!


Alguns afirmam que o swing aconteceu na minha vida pois eu era uma mulher traumatizada, mas foi o contrário. O swing só foi possível pois eu me tornei livre!