No último volume uma sirene incômoda tocou...

Ao som do poema declamado de Clarice Lispector: Se eu fosse eu, os casais e singles da Voluptas se reuniam na sala da mansão.

Eu entrei e sentei no braço do sofá refletindo cada palavra que saía pelo som, alto é claro, que tomava os arredores da represa.

E dizia: "Quando eu não sei onde guardei um papel importante e a procura revela-se inútil, pergunto-me: se eu fosse eu e tivesse um papel importante para guardar, que lugar escolheria? Às vezes dá certo, mas muitas vezes fico tão pressionada pela frase "se eu fosse eu", que a procura do papel se torna secundária, e começo a pensar, diria melhor SENTIR.

E não me sinto bem… Experimente: se você fosse você, como seria e o que faria? Logo de início se sente um certo constrangimento: a mentira em que nos acomodamos acabou de ser movida do lugar onde se acomodara. No entanto já l...

Please reload

Marie Clarie Camila-01.jpg
Posts Recentes
Please reload

TEMAS

Blog da Dama

February 10, 2020

January 15, 2020

Please reload

contato@voluptasclub.com | +55 11 97157-4005

Voluptas Society  | São Paulo © Todos os Direitos Reservados