• Dama de Espadas

Relato da festa Libertine


Primeiramente quero dar às boas vindas aos novatos na Voluptas (será que posso chamar todos que estão indo na primeira festa assim?). Muitos de vocês entraram no olho do furação e quando se preparavam para a primeira festa aconteceu tudo; muitos nem consigo considerar iniciantes na Voluptas pois já nos vimos algumas vezes, seja na balada, em pequenos encontros como no lançamento do meu livro ou no Secretbook.



E para receber à todos, nada como um caminho de tochas e um tapete vermelho!



Foi realmente uma noite mágica e como estamos perto do natal, já vou desejando feliz natal para quem é de natal!

A propósito, já ouviram Carol of the Bells? Não sei dizer por qual motivo eu lembrei dessa música, mas acredito que tenha sido o clima de estar em casa novamente com a família, em uma época tão linda como essa.









E é isso que nós somos: uma família! Mas antes de contar como foi a festa do começo até o fim é preciso explicar novamente o conceito da Voluptas, afinal, muitos nunca vieram em uma de nossas festas fazendo-se necessário um alerta.


Como me diz o Augustus da Adm toda vez que meu relatório tem erros: "Camila, se é matemático tem que bater!" - E bate toda vez!

50% das pessoas da festa são veteranas, 10% não gosta e vai embora cedo, 10% ficam confusas e perdidas sem saber opinar e os outros 30% fazem toda a diferença junto com os 50% de veteranos.


Esses 30% que fazem a diferença são os próximos veteranos que entenderam o conceito da Voluptas. No meu livro eu escrevi um parágrafo no fim do capítulo 9 que quero dividir com vocês: "Neste longo processo de entender como deve ser um casamento feliz, chegamos a uma conclusão: viver juntos não é ter, mas permanecer..."

Os veteranos ficaram, mesmo quando algo não agradou em algum ponto. Ficaram quando não conseguiram transar como idealizaram, ficaram quando o serviço não agradou de alguma forma ou quando eles estavam em uma casa que podia ser melhor; todos ficaram quando a Voluptas não era desse tamanho e nem tinha esses recursos, e é por isso que a maioria dos veteranos já foi em minha casa. Eles ficaram por nós!


Quero reservar esse espaço para agradecer meus amigos que estiveram ao nosso lado mesmo quando deu tudo errado em outras festas! Se eles não tivessem permanecido, a Voluptas não seria a Voluptas.


Quem chegou cedo aproveitou para tirar foto no espelho mágico que deixamos só para que registrassem o look e o momento. Era só parar na frente do espelho e aguardar. A foto tirada e impressa na hora, era entregue em mãos para os casais e singles; uma alternativa que encontramos de permitir que tirassem fotos à vontade de forma segura


Pedimos também que chegassem cedo para que pudessem aproveitar melhor o jantar que é finger food conforme estava descrito nos detalhes do evento. Eu particularmente não acho que combina buffet self service com uma noite elegante de uma sociedade swinger, e se eu fizesse algo do gênero, seria em um buffet maravilhoso mas sem interação sexual alguma, como é a previsão para o lançamento do meu audio book, que aliás vai surpreender a todos quando souberem quem é a atriz que fará a narração... Estou apaixonada!!!


Outro detalhe importante é sobre a balada. Como o próprio nome já diz, tem um conceito diferente de um jantar de gala ao som de música clássica (que estava escrito no voucher). Quem reclamou por não ter Anitta, deveria ter lido melhor as instruções ou percebido que uma mansão, em geral, fica ao lado de outras mansões onde moram pessoas. O que é odioso para nós, não devemos fazer aos nossos semelhantes e por se tratar de um bairro nobre onde grande parte são idosos, toda festa de mansão não terá balada, salvo façamos em mansões ao estilo da Guarapiranga para quase 400 pessoas como foi da outra vez. Foram quase 200 ticket's, o que não podíamos fazer agora, visto que estamos retornando de um momento caótico e queremos aos poucos ir tomando a força necessária e analisando as melhorias que fizemos, principalmente com relação a informatização do sistema e ao serviço de alimentação com as novas regras de prevenção.


Falando em alimentação, o que foram aqueles doces finos que servimos próximos da hora do café? Já deixo a dica da Doce Momento que fez o doce de fisalis mais delicioso que eu já provei na vida! E aquele mini bolo de mousse de maracujá com pasta americana? Uma fofura!




Outra fofura: as bolinhas de Natal com os Nicknames de cada participante que estava na Libertine. Antes de sair eles procuravam a bolinha na árvore e a levavam para casa como recordação. O Casal Smile já mandou foto da bolinha na árvore deles. 🥰


Resumindo, preparamos ou ao menos nos esforçamos ao máximo para que cada um tivesse uma linda lembrança.


O esposo de um dos casais iniciantes da Voluptas mandou uma mensagem ao meu esposo, quando ele perguntou se houve algo que o desagradou. Ele respondeu: "Nem seria humano se eu questionasse algo que não saiu como 100% esperado, afinal, vocês, dois amigos nossos, deram de tudo para que fosse o melhor".

Edgar e eu soubemos um mês antes da festa que teríamos que mudar de casa com meu avô acamado.

Hoje fizemos a primeira parte da mudança e amanhã terminamos o restante. A festa foi produzida em meio a noites sem dormir e caixas até o teto. Para a festa acontecer, ficamos 48 acordados mudando móveis, iluminação e após dormir apenas 4 horas pós festa, ficamos mais 10 horas na arrumação.


Era a primeira vez da nova equipe de cozinha e segurança, pois devido a tudo o que aconteceu no mundo perdemos nossa equipe. Apesar de ter acontecido alguns erros as novas equipes estão de parabéns. Assim como eles fizeram com alguns casais que queriam mais de alguma coisa da cozinha, nas próximas lembre-se que é só pedir aos garçons. Eles montam uma bandeja especial para cada um de vocês e ninguém sai com fome. É o mínimo que eu espero depois de ter ficado tanto tempo em pé sem dormir para que vocês pudessem ter uma noite mágica entre amigos: um pouquinho de paciência e empatia.


E é exatamente sobre isso que eu quero falar. O conceito da Voluptas!

Aos que acham que ao chegar nas festas automaticamente irão transar, pois é só para isso que estão lá, sinto lhes dizer que a Voluptas tem vida própria e é ela quem decide sobre quando e como o sexo tem que acontecer; não sou eu nem mesmo Edgar quem dita essas regras.


Fizemos o jogo dos cartões que foi bem divertido e deu aquele start no sexo que já havia começado tímido nos quartos. No auge da madrugada a libido tomou a sociedade e confesso ter visto as cenas mais quentes em festas que eu já havia visto. Teve muitos casais que só fizeram amigos... Lembram dos 30% que eu disse que permanecem? Pois bem, eles podem dizer que ganharam amigos para toda a vida. Várias rodas de conversas e algumas jogando verdade ou desafio. Galera se superou dessa vez e não só na diversão e no sexo, mas também na elegância.


Mas claro que depois que a madrugada começa, ela entra implacável em nossos corações...





E como terminamos a noite? Com um luau à luz de velas na beira da piscina.

Começamos apenas Fenix, Ed e eu, mas quando vimos, todos os guerreiros do fim da noite estavam conosco. Casal Italo entrou para o time dos que ficam até o fim e é esse o futuro da Voluptas!!! Arrasaram! Estavam indo embora, viram a energia e sentaram de vestido longo e smoking na beira da piscina conosco!


Para sair da festa era preciso mostrar a chave. Uma lembrança que abre a porta da saída, abre a cerveja e acompanha vocês no dia a dia de uma forma discreta. Porque cada chave tinha uma cor? Porque somos diversos e coloridos. Buscamos o mesmo ideal mas precisamos nos lembrar que somos diferentes uns dos outros; cada um tem um gosto e uma história, e essa é a beleza!





Fim de festa! A galera veterana ficou para ajudar esses dois pobres pais exaustos.




O mais legal é que após a arrumação rolou piscina e uma boa dose de diversão. Quem só queria se divertir e ajudar ficou até o começo da noite e quem queria algo mais assim como Ed e eu, demos ainda uma segunda esticada até os quartos. Troca ou ménage? Nem sei dizer o que foi, e dessa vez prefiro não rotular! Éramos todos singles curtindo um ao outro!


Ah, e eu não posso deixar de mostrar nossas máscaras feitas por um artesão. O insta dele é @veneza_real

Aos sábados ele fica na praça Benedito Calixto e aos domingos na feirinha da liberdade.




Dia 17 eu sorteio o coelho, dia 29 de janeiro tem a Sweet Dreams no Motel e entre fevereiro. e março faremos outra, que eu revelo o tema em breve: vai ser de tirar o fôlego! Vem magia por aí! Pegaram a dica?


Beijos e amo vocês!