• Camila Voluptas | Dama de Espadas

Swing com amigos

Me perguntaram se eu transaria com amigos da vida social...

Polêmico... E a resposta é sim e não.

Eu tinha uma amizade muito forte antes da minha exposição na mídia quando ninguém sabia que eu era swinger. Eu me expus por convicção e ideal pois eu realmente não conseguia viver escondida como se fosse algo errado, e eu fiz isso em uma época que quase ninguém mostrava o rosto, o que me fazia parecer uma louca na Internet (tempos sombrios)...


Tivemos culhão? Tivemos! rs


Antes que todos vocês soubessem, obviamente contei para as pessoas que eu amava. Minha família foi a primeira a saber no estilo: senta que precisamos contar uma coisa. Olhares, silêncio e no fim abraços. Amamos vocês da maneira que são e se isso os faz feliz então estamos felizes também! Obviamente contar para minha melhor amiga fazia sentido...


Conheci ela muito antes de tudo; durante anos todos os lugares que eu ia ela estava. Viagens, passeios e conquistas. Claro que foi um choque para ela, mas a única coisa que mudou entre nós foi o fato dela saber. Ela viu como eu estava feliz mas obviamente tudo isso ia contra o que ela acreditava, e é natural que ocorra uma profunda desconstrução.


"- Bem que eu sabia que o Du tinha cara de corno" - Foi uma das últimas frases que ela me disse antes de partir da minha vida.

Deus sabe o que eu faria por ela...


Nesse momento eu entendi o que significa preconceito e fiz uma profunda reflexão de quem eu queria ao meu lado. Eu chorei por uma semana e cortei meu vínculo com ela. Por mais doloroso que tenha sido foi libertador. Amigo de verdade te ama mesmo que você seja bissexual, gay ou liberal; no meu caso eu chutei o balde pois sou Bi e Liberal!


Amigo de verdade vai estar do seu lado quando perceber que você está feliz sem fazer mal nenhum a ninguém!


Eu interagiria com ela? Jamais! Era muito amor e respeito. Se a resposta é não, porque então no começo eu respondi sim e não? Hoje minhas melhores amigas são liberais. Se rolar algo a mais, rolou. No dia seguinte, pode ter certeza, que a gente vai rir!


Agora, se eu tivesse uma amiga que não é liberal eu dificilmente a convidaria para ir no swing, pois eu, pelo menos, curto interação com quem já tem convicção liberal.


Melhor separar as coisas! (eu acho).